Conheça queijos elaborados com diferentes tipos de leite

Quanto ao tipo de leite usado na produção, encontramos quatro tipos de queijo feitos no Brasil: os mais comuns são os feitos com leite de vaca, mas também somos bons produtores de queijos elaborados com leites de búfala (#QuemNunca comeu uma pizza de muçarela de búfala com lombinho canadense? Huuumm…), cabra e ovelha.

 

Os queijos feitos com o leite de vaca possuem um sabor mais suave e uma textura mais cremosa. Mas, é possível encontrar versões com gostos bem acentuados. Os queijos feitos com leite ovino quase sempre são semi macios. E, na maioria dos casos, a textura suave e ligeiramente oleosa é uma característica do queijo produzido a partir de leite de ovelha, que é altamente nutritivo. Inclusive, ele contém mais vitaminas A, B, E e cálcio do que o leite de vaca.

 

Já os queijos de leite dos caprinos têm um sabor picante e um aroma único, que varia de acordo com a curagem da peça. O teor de gordura do queijo de leite de cabra é bem parecido com o de leite de vaca. Mas, o sabor é bem diferente, graças à ação dos ácidos gordos e à alimentação das cabras. Também semelhante aos queijos de leite de vaca, os sabores dos de cabra vão de suave até os mais fortes.

 

E o queijo de leite búfala, por sua vez, é uma fonte de proteína, cálcio, ferro, fósforo, vitamina A e outros compostos importantes para uma alimentação humana saudável. Contudo, não se pode ignorar que ele possui um teor de gordura bem mais alto, quando comparado com queijo produzido com o leite de vaca tradicional. Então, seu consumo deve ser moderado!

 

Queijos feitos a partir de cada tipo de leite

O leite de ovelha é usado na produção do queijo Iorgurte aqui, nas terras brasileiras. Com o de búfala, os produtores queijeiros nacionais produzem o Crema, o Bola, o Cereja, a Ricota, o Frescal, o Frescal temperado, o Primonato, o Santinho e o Marajó.

 

O solo fértil do Brasil também é ótimo para o cultivo de pasto para o gado caprino. Assim, em muitas fazendas, o leite de cabra é transformado em excelentes queijos: Casa Branca; Boursin mineiro; Boursin temperado; Cerejas de Cabra; Coalhada síria de leite de cabra; Frescal; Feta mineiro; Laziza; Boursin com Zaatar; Boursin Lemon Herbs; Boursin Lemon Pepper; Iogurte de cabra; Nova Era; Ciranda; Gonzagão; Ducreme; Carioquinha Cabra; Moleson; Montês; Campesino; Campestre; Macera; e Torrão.

 

Entre estes quatro grandes grupos queijeiros, o de queijos feitos com leite de vaca é o mais comum por aqui. Com o leite das vaquinhas brasileiras, os produtores nacionais produzem os queijos: Dionísio; Serra do Tabuleiro; Campo Redondo curado e meia cura; Coalho com Pimenta, que é ceararense; Coalho cearense; Canastra e Canastrinha Zé Mário; Coração e Coraçãozinho da Canastra Zé Mario(sob encomenda); Canastra Onésio extra-curado, curado e meia cura; Itamonte Especial.

 

O leite bovino ainda é utilizado na produção dos seguintes queijos nacionais: Manteiga Caipira; Provolone; Serra do Salitre curado, extra-curado e meia cura; Serro curado, extra-curado e meia cura; Coalho pernambucano; Flor de Mandacaru Curado grande e pequeno; Mangabeira; Nassau; Petrolina; Serra das Russas; Suape; Dom João; Dois Leões; Alagoa Curado; Araxá meia cura, curado e extra-curado; Tubira; Azul da Serra; Reblochon carioca; Serrano; Alvorada; Bom Retiro; Cambirela; Catarina; Laranjal; Mandioquinha; Manezinho.

 

Morro Agudo; Paulo Lopes; Bolinha de vaca temperado, em versões feitas com ervas ou alho ou pimenta; Minas Frescal; com Doce de Leite; Minas Frescal com iogurte; Nata Pioneiro; Ricota fresca; Recife Antigo; Requeijão pernambucano; Santa Cruz; Coalhada de vaca; Mamulengo; Ribeirão Grande; Tulha; São Benedito; Bragança; Dona Walkyria; São Francisco; Boa Vista; Guaiamum; Guararapes; Pedra Branca; Fonte da Serra; Gravatá; e Galego são outros queijos brasileiros feitos a partir do leite de vaca.

Sobre Ícaro Batista

Ícaro BatistaBlogueiro desde 2010 e jornalista desde 2016, atualmente é fundador e editor-chefe de um site homônimo de novidades da economia criativa. Também é titular da Coluna Cool, do site Culturaliza BH, na qual escreve as últimas novidades e tendências culturais e criativas de BH.

Site: icarobatista.com
Instagram: @IcaroBatistaSite
Facebook: @IcaroBatistaSite

Compartilhe esse post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *