Forno de Minas – O pão de queijo mais famoso do Brasil

Da Redação Consumidor Leave a Comment

Quando o assunto é pão de queijo, a marca mais amada pelos  mineiros é a Forno de Minas, uma das mais tradicionais do Estado. Tudo começou com a  mineira Maria Dalva Couto Mendonça, mais conhecida como Dona Dalva, que costumava fazer para a família uma receita caseira de pão de queijo nas fazendas do noroeste de Minas Gerais.

O pão de queijo dela era tão saboroso que passou a ser  requisitado pelos  amigos, pela família e  na escola dos filhos. Essa receita foi ganhando fama e extrapolou fronteiras.

Trata-se de história de sucesso de      mais de 25 anos, com direito a muitas reviravoltas e surpresas.

Quer saber mais? Preparamos uma linha do tempo com a história da Forno de Minas para inspirar e se encantar, com um produto tão típico que ganhou espaço no coração dos brasileiros. Acompanhe:

 

Dalva e seus filhos Hélida e Helder Mendonça, impulsionados pelo espírito empreendedor, abrem uma pequena loja em um Shopping na região Sul de Belo Horizonte, dando início ao que viria a se tornar uma das maiores marcas do ramo alimentício no Brasil, a Forno de Minas Alimentos S.A.

 

Sucesso espontâneo em toda capital mineira, em apenas um ano, o pão de queijo Forno de Minas passa a ser produzido em larga escala e a empresa se transfere para Contagem, região metropolitana de BH, onde foram alugados alguns galpões, no bairro Kennedy.

Foi durante esse ano que Vicente Camiloti se junta à sociedade. A produção que, em 1990, era de aproximadamente 90 kg de pães de queijo por dia salta para 1.200 kg por dia. Foram compradas novas máquinas e contratados mais funcionários.

 

A empresa constrói sua sede própria em Contagem. Neste momento, já vendiam o pão de queijo para grandes redes de supermercados. Neste mesmo ano, foi adquirido um moderno Laticínio em Conceição do Pará, fabricando queijos na especificação ideal para a sua receita, garantindo assim padronização e qualidade de todos os seus produtos.

 

Em 1999, a Forno de Minas é vendida para a multinacional Pillsbury, unidade de alimentos da holding Diageo. Dez anos depois, a General Mills, que havia comprado a Pillsbury, fecha as portas da empresa e demite todos os funcionários.

Movidos pela paixão, a família Couto Mendonça e Vicente Camiloti, readquirem a marca em 2009 e reativam a fábrica da Forno de Minas e convidam todos os ex- funcionários para retornar  ao trabalho.

Dalva assume novamente a produção e a Forno de Minas volta a produzir o legítimo pão de queijo mineiro, trazendo novamente a mesa dos brasileiros o sabor que conquistou o país anos atrás. Vale destacar que Dona Dalva continua atuante na empresa, onde responde pela na área de Pesquisa e Desenvolvimento. Seus filhos Helder e Hélida Mendonça respondem pela presidência e direção das áreas de RH e Comunicação, respectivamente.

 

Raio X

Número de colaboradores: aproximadamente 1000 colaboradores

Número de filiais: oito filiais no Brasil e uma subsidiária nos Estados Unidos

Exportação: a Forno de Minas, atualmente, exporta pães de queijo para os Estados Unidos, Canadá, Portugal, Inglaterra, Chile, Peru, Uruguai, Emirados Árabes e Japão.

Produtos que comercializa: além de pão de queijo tem uma linha de  folhados, waflles, e muito mais!

 

Quer conhecer mais sobre a história de Dona Dalva? Em breve, você vai conferir uma entrevista especial realizada com a D. Dalva! Clique aqui para recebê-la em primeira mão.

 

Compartilhe esse post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *