Personalidade: Afrânio Neto Lages

Portal do Queijo Personalidades do Queijo Leave a Comment

Produzir queijos e defender os direitos e interesses de toda uma cidade é uma tarefa de muita responsabilidade. E essa missão é bem gerida por Afrânio Neto Lages, Presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Conceição do Mato Dentro – MG.

Queijo produzido por Afrânio em Conceição do Mato Dentro/MG

 

O objetivo do Sindicato é defender direitos, reivindicar os interesses do produtor rural, além de elaborar programas e atividades que capacitem os líderes de produção e colaboradores das atividades rurais.

 

Produtor há mais de 15 anos, Afrânio conversou com a equipe do Portal do Queijo sobre os avanços no mercado queijeiro  e as expectativas para os próximos passos. Confira:

 

Há quanto tempo o Sr. é Presidente do Sindicato e qual o seu objetivo de trabalho?

Tornei-me presidente em outubro de 2015. Sou produtor e acredito que é um mercado de grande potencial. Conceição do Mato Dentro faz parte dos municípios que englobam o Queijo Minas Artesanal do Serro, por isso, temos um ótimo mercado para expandir.

 

Conte um pouco da sua história como produtor.

Comecei a produzir o Queijo Minas Artesanal em 2000. É uma atividade familiar, meu pai e meu avô, já produziam antes. Foi passado de geração em geração. O tempo foi mudando e a fabricação do queijo se tornou regulamentada. Em 2015, consegui o registro do IMA de fabricação do queijo. Foi excelente! Existem especificações que devem ser cumpridas, e eu consegui. Hoje em Conceição são três produtores regularizados de acordo com essas normas. A expectativa é de aumentar esse número.

 

Quais são as parcerias que vocês estão firmando para esse aumento de produtores regularizados?

Estamos buscando várias parcerias entre empresas e associações. Por exemplo, recentemente, tivemos a visita do Paulo Henrique, membro da Associação dos Produtores de Queijo Canastra – APROCAN. Ele concedeu uma palestra para os produtores, que foi muito importante e de muito conhecimento. Temos parcerias também com os produtores da cidade do Serro. A prefeitura também está ajudando muito, temos um recurso que visa contribuir com a regularização dos produtores. A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais – EMATER – também têm dado uma assistência muito boa para compreensão de questões burocráticas.

 

Quais os maiores beneficiam da regularização do queijo?

O maior benefício é o preço. Fabricamos um produto de qualidade, o consumidor passa a reconhecer o produto e valoriza-lo. Torna-se um produto de referência. Além disso, o consumidor terá um contato mais pessoal com o produtor à aproximação faz com quem o produto seja reconhecido.

 

Qual o queijo que você produz?

Produzo queijo curado e maturado. O queijo curado é aquele que fica no mínimo de 17 dias na câmara, já o maturado é aquele que ultrapassa 90 dias.

 

Em sua opinião qual a característica principal de um bom queijo?

Acredito que um bom queijo começa com um bom leite, que vêm de um bom gado. São cuidados com a higiene, medicamentos, rebanho saudável e bem tratado, além do respeito com as orientações técnicas que são fundamentais. É através das preocupações sanitárias que o leite produzido será ideal, resultando em um ótimo queijo!

 

Conheça as Personalidades do Queijo que já passaram pelo Portal. Caso você tenha alguma sugestão, envie para redacao@portaldoqueijo.com.br !\

Compartilhe esse post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *