Top 10 queijos franceses – parte 1

TasteAtlas Editorial Curiosidades Leave a Comment

O TasteAtlas, o primeiro atlas alimentar do mundo, enviou para Portal do Queijo, uma lista dos 10 melhores queijos da França. E você ainda pode ver o mapa do mundo com 743 queijos em www.tasteatlas.com/cheese.

A matéria está dividida em 2 partes, esta é a primeira. Confira.

Brie de Meaux (Meaux)

O Brie de Meaux é um queijo macio e plano, feito a partir de leite de vaca com uma delicada casca coberta de mofo branco. Amadurece em porões em tapetes de palha na área de Île-de-France, perto de Paris, por pelo menos quatro semanas. Esta variedade particular de queijo Brie é a mais famosa de todas e, no passado, era conhecida como o queijo da realeza e das pessoas abastadas.

É importante deixar o Brie atingir a temperatura ambiente antes do consumo, para apreciar totalmente sua variedade de sabores de mofo, cogumelos, nozes e frutas. Combine com champanhe ou vinhos tintos encorpados. O Brie de Meaux é comumente usado em especialidades culinárias francesas, como Galettes briardes e Bouchées à la reine au Brie.

 

Camembert da Normandia (Camembert)

Camembert de Normandie, o queijo mais famoso e icônico da Normandia, é feito de leite de vaca cru e pesa em média 250 gramas. Como diz a lenda, uma agricultora chamada Marie Harel protegeu um padre que estava fugindo e, em troca, ele deu a ela a receita para o camembert que conhecemos hoje.

O queijo é cozido em moldes à mão, com sal seco e amadurecido por 30 a 35 dias. Seu corpo é macio e cremoso, enquanto o exterior é coberto por uma casca branca e bolorenta. O sabor é intenso, picante e semelhante ao de cogumelos, grama e manteiga, enquanto o cheiro lembra mofo e repolho.

O camembert geralmente é acondicionado em uma pequena caixa de madeira, para impedir o funcionamento e o derramamento de seu interior pegajoso. É melhor experimentá-lo com maçãs fatiadas, baguetes crocantes, cidra dura ou mesmo em sobremesas.

 

Roquefort (Roquefort-sur-Soulzon)

O Roquefort é um dos maiores queijos da França, feito com leite de ovelha sem gordura. Possui veias azuis dispersas por todo o corpo, desenvolvidas a partir dos esporos de Penicilina antes do queijo ser pressionado.

É tão gostoso e amado que era o favorito do imperador Carlos Magno e é chamado localmente de “queijo de reis e papas”. Apresenta uma casca úmida no exterior, enquanto no interior apresenta textura quebradiça e cremosa, picante, intensa, complexa, afiada e salgada em termos de sabor, com uma pasta branca marmorizada com mofo azul.

Deve amadurecer por pelo menos cinco meses em cavernas no sul da França. Embora tenha alto teor de gordura e sal, também é benéfico para a saúde, pois está provado que possui propriedades anti-inflamatórias únicas. O Roquefort combina muito bem com figos, nozes, doces brancos e vinhos tintos poderosos.

Também é frequentemente usado em saladas.

 

Reblochon (Haute-Savoie)

Reblochon é um queijo prensado semi-duro, com um peso de cerca de 500 gramas, feito a partir de leite de vaca não pasteurizado que deve amadurecer por pelo menos 15 dias nos departamentos de Savoie e Haute-Savoie, na França.

Segundo um conto antigo, esse queijo existe porque um fazendeiro transformou o leite em queijo para esconder uma parte de sua produção de leite, a fim de reduzir seus “impostos sobre o leite” que ele pagava aos proprietários das pastagens.

Reblochon tem uma casca amarela alaranjada com um corpo de marfim dentro. Sua casca é comestível e o sabor do queijo é de nozes e levemente frutado. O cheiro é intenso e lembra as adegas em que amadureceu. Derrete bem e tem um gosto ótimo em batatas assadas.

 

Comté (Franche-Comté)

Comté é um queijo grande e duro, feito a partir de leite de vaca não pasteurizado, com pelo menos 45% de gordura e uma pasta prensada e cozida. É fabricado no maciço de Jura, nas cavernas dos departamentos de Doubs, Jura e Haute-Saône, na França. O período de maturação dura pelo menos 120 dias e é girado e lavado regularmente durante o processo.

Cada roda de queijo é única, com inúmeras variedades de sabor que podem variar de leitoso, apimentado, torrado a frutado, amanteigado ou vegetal, devido ao fato de que o leite de que é feita deve ser usado imediatamente.

Comté também tem um selo sazonal, como inverno, verão, montanha Comté ou planície Comté.

A textura do queijo é cremosa e pode ser cortado, ralado ou cortado em cubos. Também derrete com facilidade, e é melhor combinado com xerez e vinhos tintos ou pode ser derretido em fondues.

 

Obs.: a parte 2 está na próxima matéria.

Sobre TasteAtlas Editorial

TasteAtlas EditorialO TasteAtlas é um atlas mundial de alimentos e bebidas, uma enciclopédia de sabores. Eles se dedicam a observar, preservar e promover ingredientes locais, pratos tradicionais, receitas autóctones e restaurantes emblemáticos. O atlas , já registrou mais de 10.000 pratos e ingredientes e este número está crescendo!

Compartilhe esse post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *