Queijo Minas Artesanal estampa nova coleção de selos dos Correios

Rosana Domiciano Consumidor, Curiosidades, Dicas, Eventos, Notícias, Produtor Leave a Comment

Selos com estampa de ‘Queijos do Brasil’ serão lançado em evento virtual; folha com 16 ilustrações estará à venda no site e agências dos Correios

Uma nova coleção de selos dos Correios será lançada nesta quinta-feira (12/8) com a estampa ‘Queijos do Brasil’, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O evento será transmitido ao vivo, às 17h, pelo canal do YouTube da instituição. Uma das ilustrações será em homenagem ao Queijo Minas Artesanal.

Com uma história secular, os queijos começaram a ser produzidos ainda no Brasil Colônia e hoje fazem parte da cultura dos brasileiros. Alguns estados fabricam tipos famosos em todo o país, como Minas Gerais.
O Queijo Minas Artesanal tem cerca de 10 mil famílias dedicadas à sua produção em oito regiões oficialmente reconhecidas pelo governo do estado, sendo elas Araxá, Campo das Vertentes, Canastra, Cerrado, Serra do Salitre, Serras do Ibitipoca, Serro e Triângulo.
A produção desse queijo surgiu no século XVIII para a subsistência das famílias que moravam nos territórios minerados e também para a então capital, Rio de Janeiro. Além disso, o queijo era levado para abastecer outras regiões da província.
O lançamento dos Correios conta também com queijos fabricados em São Paulo, Florianópolis, Porto Alegre, Natal, Recife, Goiânia e Belém. Veja a história de cada um deles:
  • Queijo Artesanal Paulista – São Paulo: Considerado inovador, este queijo é uma sinergia entre produtores de diversas regiões do estado. Cada produtor possui suas características, história, rebanho, mas sempre com o mesmo propósito – levar ao consumidor produtos elaborados com técnica, qualidade e muito sabor.
  • Queijo da Região do Diamante – Florianópolis: Trata-se de queijo produzido com leite cru, a uma altitude média de 700 metros, conferindo-lhe características especiais, influenciadas pela temperatura, umidade e suas pastagens nativas. É um queijo produzido por aproximadamente 25 famílias.
  • Queijo Artesanal Serrano – Porto Alegre: Considerado o primeiro Queijo com Indicação Geográfica na modalidade Denominação de Origem do Brasil, é produzido localmente e em pequena escala com um modo de fazer passado de geração a geração. Exclusivo da região dos Campos de Cima da Serra de Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, o queijo artesanal Serrano é feito com leite bovino cru e integral. Por isso, possui sabor, aroma e textura bem peculiares.
  • Queijo Manteiga – Natal: O Queijo de Manteiga, produzido junto ao Queijo Coalho, foi relatado pelo sertanista Pery, como um queijo próprio para “conservação”, produzido para guardar para os longos períodos de seca e também para comercializar em longas distâncias.
  • Queijo Coalho – Recife: Com registros de descrição no século XVII, o sertanista Pery Lamartine relatava que o Queijo de Coalho era o queijo de consumo da casa e de venda na feira local.
  • Queijo Cabacinha do Araguaia – Goiânia: Declarado patrimônio cultural nos Estados de Goiás e do Mato Grosso, este queijo possui, internamente, camadas como uma cebola. O modo de preparo é diferente de queijos cabacinha de outras regiões. Apresenta o sabor do leite mais característico. Podendo ser servido frito, ele fica crocante por fora e cremoso por dentro. O queijo é comercializado congelado e curado.
Os oito queijos terão ilustrações de Angélica Gitana Batista Gomes, Fernando Coleho Sette Câmara, Fernando Kluwe Dias, Maria Luiza Giudicissi Valente, Remy Narciso Simão e Susete Oliveira Resende Ferreira, além da Associação dos Produtores Artesanais de Queijo do Serro. A arte final é de Jamile Costa Sallum, dos Correios.
Com tiragem de 320 mil exemplares e valor unitário de R$ 1,05, a folha com 16 selos está disponível para venda na loja virtual (clique AQUI para acessar) e nas principais agências dos Correios.

“Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *