Peptídeos encontrados na amostra sugerem que ela também pode ser a hospedeira do micróbio Brucella melitensis, que causa a brucelose, uma doença potencialmente letal

Conheça o queijo mais antigo do mundo

Portal do Queijo Curiosidades, Destaque Universo Queijeiro Leave a Comment

O queijo mais antigo do mundo foi encontrado por arqueólogos e vem com seu próprio tipo de “maldição do faraó”. O túmulo de Ptahmes, prefeito egípcio de Memphis, no século 13 a.C, foi redescoberto em 2010 e a exploração do sítio alguns anos depois encontrou alguns frascos quebrados, incluindo um com um tipo de tecido de lona e uma substância esbranquiçada sólida, que foi amostrada, dissolvida e analisada para desvendar o que poderia ser.

Os resultados acabam de ser publicados na revista “Analytical Chemistry”. Por meio de cromatografia líquida e espectrometria de massa, uma equipe liderada por Enrico Greco, da Universidade de Catania, na Itália, determinou que a amostra era um tipo de produto lácteo feito da combinação de leite de ovelha ou cabra com búfalos africanos, que seriam as vacas do Egito antigo.

A presença do tecido de lona que provavelmente deveria conter algo sólido, em vez de líquido, sustentava a conclusão dos cientistas de que eles tinham um queijo bem envelhecido em suas mãos. Mas, enquanto o queijo e o vinho podem tipicamente envelhecer bem, esta amostra evidenciou uma contaminação.

Peptídeos encontrados na amostra sugerem que ela também pode ser a hospedeira do micróbio Brucella melitensis, que causa a brucelose, uma doença potencialmente letal. Talvez não surpreendentemente, uma maneira pela qual essa doença se espalha dos animais para os humanos é via o consumo de laticínios não-pasteurizados.

Se esta análise preliminar se mostrar correta, pode marcar não apenas o queijo mais antigo já encontrado, mas também a evidência mais antiga da doença.

Fonte: Revista Forbes

Sobre Portal do Queijo

Portal do QueijoHá mais de 20 anos de mercado, Lorenza Coelho, onde passou por todos os tipos de veículos de comunicação. Atualmente, dirige uma empresa de comunicação (www.leccomunica.com.br) onde trabalha com diversos estabelecimentos gastronômicos e convive diariamente com chefs. Nascida em Congonhas/MG, não tem como amar o queijo. Por onde passa, gosta de conhecer e apreciar essa iguaria.

Compartilhe esse post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *