EPAMIG ILCT apresenta tecnologias para a produção de lácteos

Lorenza Coelho Eventos, Gastronomia, Novidades para Queijólatras Leave a Comment

A 13ª edição da Agriminas começou nesta última quarta-feira, 7 de agosto, e vai até o próximo domingo (11), no Expominas, em Belo Horizonte. Quem passar pela feira terá a oportunidade de conhecer a miniusina de laticínios “Via Láctea” coordenada pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais/ Instituto de Laticínios Cândido Tostes (EPAMIG ILCT). Serão apresentados os processos de produção de leite e derivados e inovações tecnológicas para o setor lácteo.

O objetivo do projeto é demonstrar a experiência de produção  desde a chegada do leite, até os processos de pasteurização, fabricação de queijo frescal de diversos sabores, iogurte, bebida láctea, leite aromatizado e dicas sobre como agregar qualidade aos produtos. Durante o tempo de espera entre o preparo dos produtos, as dúvidas dos visitantes serão respondidas pelo professor Luis Carlos Ferreira e pelo mestre queijeiro Francisco Fávero.

“Vamos estar presentes durante todos os dias do evento para mostrar que é possível produzir derivados do leite sem investimentos altos e em um espaço reduzido, dentro dos padrões de higiene e qualidade, sendo possível agregar valor à produção leiteira e oferecer melhor qualidade de vida ao homem do campo”

 

explica a coordenadora do projeto Via Láctea e técnica da EPAMIG ILCT, Luiza Albuquerque. Haverá ainda a distribuição de materiais didáticos sobre queijos artesanais e práticas de fabricação.

 

 

A EPAMIG é vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

A Agriminas é promovida pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg).

A entrada no evento custa R$8. Mais informações http://agriminas.feira.br/

 

Fonte: Epamig

Fotos: Erasmo Pereira

Sobre Lorenza Coelho

Lorenza CoelhoLorenza Coelho é jornalista com mais de 20 anos de mercado. Nascida em Congonhas/MG, teve o queijo mineiro como ingrediente de sua infância. Gosta de apreciar o queijo por onde passa e, principalmente, conhecer as características de fabricação, os produtores que estão por trás desse lindo ofício. Graças à sua expertise em comunicação e com "a faca e o queijo na mão" decidiu criar um site para falar sobre o assunto. Atualmente, escreve sobre o tema para a revista Cerveja de Todos os Jeitos, do Clube do Malte.

Compartilhe esse post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *