Aprenda a desvendar os segredos dos queijos

Portal do Queijo Destaque Saúde, Notícias 6 Comments

Apesar do queijo ser um dos alimentos mais antigos e cultuados, ainda há muito o que se descobrir e se aprender sobre ele. Saber qual o queijo ideal para a montagem de um prato ou tábua, ou até mesmo qual o mais adequado para a uma dieta continua sendo uma dificuldade para muitas pessoas.

Antes de colocar a mão na massa, você precisa saber que os queijos são classificados por famílias e, portanto, variam em textura, sabor, aroma e teor de gordura. Saber buscar o queijo ideal para cada momento é o grande segredo e as dicas que dou abaixo vão te ajudar a preparar uma recepção impecável, digna de muitos elogios e, o melhor, sem medo de errar.

Harmonização com os pratos

Queijos de consistência dura como Parmesão, Pecorino, Vicent, Belprado Manchego (Curado) e Canastra Curado são excelentes na preparação de risotos, massas, tortas e creme de queijos.

Queijos semiduros e macios como Fontina, Maasdam, Emmental e Gruyère (suíço ou nacional) e Belprado são excelentes gratinados ou derretidos em sanduíches, suflês, fondues, quiches, pizzas e brusquetas pois conseguem derreter de forma homogênea.

Os de consistência cremosa como Bel Paese, Mascarpone, Cheddar, Fundido Alpestre, Requeijão em barra e Gorgonzola são excelentes no preparo de molhos ou cremes, pois ajudam a equilibrar a consistência dos mesmos garantindo um sabor único a cada receita.

Já os queijos frescos como Muçarela no soro, Minas Frescal e Ricota fresca são excelentes na preparação de saladas e recheios, pois possuem maior concentração de água e não derretem com tanta facilidade.

Como diferenciar o mofo bom e o mofo ruim

Ao comprar um queijo, o consumidor deve observar elementos que podem ajudar a diferenciar os  que possuem mofo natural daqueles que mofam por ação de meios externos antes do prazo de vencimento.

Portanto, analise aspectos como cor, consistência, cheiro, prazo de validade e se o queijo escolhido apresenta mofo. Porém, é importante não confundir as informações, pois existem queijos como: Brie, Taleggio, Roquefort, Gorgonzola, Bresse Bleu e Camembert que possuem um mofo natural que pode ser consumido.

Acertando no preparo

Como já disse, o uso do queijo correto é importantíssimo para o sucesso de cada prato. Desta maneira, vale lembrar que nem sempre é preciso usar o queijo mais caro, pois existem queijos de excelente qualidade com preços mais acessíveis. O que garante o sucesso da receita é o equilíbrio dos ingredientes.

É fundamental conhecer a qual família cada queijo pertence e, também, saber qual a melhor forma de utilizá-lo no preparo da receita, uma vez que, para cada tipo de queijo, existe uma forma de cozinhar.

Recomenda-se derreter em fogo baixo os queijos macios. Já os queijos duros precisam ser ralados antes de irem ao fogo – este processo ajudará o queijo derreter com mais facilidade.

Por último, recomenda-se bom senso e muito cuidado ao utilizar queijos de personalidade forte e marcante como Roquefort, Gorgonzola, Pecorino, Talleggio e Reblochon, para não deixar que somente o sabor do queijo se sobressaia na receita.

Crie uma tábua sem medo de errar

A melhor tábua de queijos é aquela feita com cuidado, entusiasmo e que é servida com pães e vinhos para bons amigos desfrutarem de um momento único.

Assim, é preciso garantir a presença de diversos queijos de diferentes categorias para que, assim, possamos agradar a todos e também garantir uma mesa colorida, cercada de aromas, texturas e sabores variados.

Portanto, experimente montar sua tábua mesclando as cores, porém, tendo o cuidado de servir os acompanhamentos separadamente. Outra recomendação importante é servir os queijos em temperatura ambiente. Assim como o vinho, o queijo precisa ser servido na temperatura ideal, caso contrário, não terá como você perceber as notas organolépticas de cada um.

Por fim, escolha pães, torradas, frutas secas e frescas, azeites, geleias, cremes balsâmicos, méis e castanhas de qualidade para acompanhar e aproveite!

 

*Helena Castro Souza, Fromagere do Verdemar

Sobre Portal do Queijo

Portal do QueijoHá mais de 20 anos de mercado, Lorenza Coelho, onde passou por todos os tipos de veículos de comunicação. Atualmente, dirige uma empresa de comunicação (www.leccomunica.com.br) onde trabalha com diversos estabelecimentos gastronômicos e convive diariamente com chefs. Nascida em Congonhas/MG, não tem como amar o queijo. Por onde passa, gosta de conhecer e apreciar essa iguaria.

Compartilhe esse post

Comments 6

  1. Bom dia!
    Gosto do tema.
    O que você acha de considerar mais os queijos brasileiros, que possuem algumas características como os mencionados, mas sem ser iguais, na utilização de receitas também?
    As regiões do Serro, São Vicente de Minas, Cruzília, Araxá, Tiradentes etc tem uma variedade enorme que precisam ser descobertos e apreciados. Todos ficaram surpresos com tanta iguaria, sem dever nado aos importados inclusive com utilização culinária e tábuas…

    1. Mineirinho

      Obrigado pelo contato! Em breve teremos novidades na nossa página. Continue nos acompanhando! É um prazer ter você como leitor!

  2. Boa tarde, Helena

    Realmente, queijo é uma delícia. Como quase todos mineiros, aprecio muito queijo, Então é muito bom conhecer e apreciar este alimento tão versátil e gostoso.

  3. O Instituto de Laticínios Cândido Tostes é pioneiro em toda industria láctea brasileira.Precisa ser mais valorizado. Muito se deve à saudosa Pautilha Guimarães e professores guiados por Jonas Bontempo e José Furtado Pereira. Sempre prezaram pelo progresso e qualidade dos produtos lácteos.

  4. O Instituto de Laticínios Cândido Tostes é pioneiro em toda industria láctea brasileira.Precisa ser mais valorizado. Muito se deve à saudosa Pautilha Guimarães e professores guiados por Jonas Bontempo e José Furtado Pereira. Sempre prezaram pelo progresso e qualidade dos produtos lácteos.

    1. Mineirinho

      Obrigado pelo contato! Em breve teremos novidades na nossa página. Continue nos acompanhando! É um prazer ter você como leitor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *