Mayekawa do Brasil fornece sistema de Refrigeração personalizado para nova fábrica da Laticínios Porto Alegre, em MG

Lorenza Coelho Notícias, Produtor Leave a Comment

Produção da nova planta conta com 250 mil litros de leite por dia

 

A nova planta do Laticínios Porto Alegre (LPA), localizada no município mineiro de Antônio Carlos, na região de Campos das Vertentes, foi inaugurada no último 26 de setembro. A nova fábrica recebe por dia 250 mil litros de leite para atender a fabricação de iogurtes, queijos do tipo cottage e cream cheese entre outros.

No que diz respeito ao sistema de Refrigeração, este foi fornecido pela Mayekawa do Brasil, empresa fabricante e líder no segmento de equipamentos e soluções completas para todo o sistema de Refrigeração Industrial, incluindo vasto portfólio para Lácteos. Entre os desafios estava o de projetar e viabilizar um sistema de alta eficiência “Este foi o primeiro fornecimento da Mayekawa do Brasil  para o Laticínios Porto Alegre”, informa o engenheiro especialista no segmento de Lácteos da Mayekawa do Brasil, Rubens Dimov.

“Após um criterioso estudo das condições do processo, selecionamos nosso sistema de resfriamento indireto com tanques de termo acumulação  estratificada (patente registrada: Carta Patente nº PI 0403868-1, expedida em  21/11/2017)”, complementa Rubens Dimov.

 

O engenheiro explica que o sistema de Refrigeração é composto por 04 unidades compressoras do tipo parafuso e possui 03 tanques de termo acumulação, operando com temperaturas diferentes.

O tanque possui capacidade de 290m³, opera com água + etanol, atingindo temperatura de 0 °C que atende ao processo de fabricação, garantindo assim a temperatura do leite, que deve ser  abaixo de 4 °C, conforme recomendação normativa.

O segundo tanque possui capacidade para 90m³ opera com água + etanol atingindo temperatura de -7 °C, que atende as câmaras de resfriamento e armazenagem de produtos, garantindo assim a temperatura interna ideal para os produtos.

E o terceiro tanque com capacidade de 7m³ opera com água quente, que é   produzida através do sistema de recuperação de calor instalado nos compressores, esta água é utilizada para efetuar limpeza nas linhas de produção.

O principal benefício do sistema com termo acumulação e resfriamento indireto, é a economia de energia elétrica, pois os compressores são desligados após o carregamento dos tanques e só retornam à operação quando necessário, gerando assim uma redução significativa no consumo elétrico, além disso mantêm a estabilidade de temperaturas nos processos, garantindo a qualidade do produto final, maiores produtividade e segurança operacional, dentro de um conceito de projeto sustentável.

 

Segundo explica, o laticínio utiliza em outras plantas, sistemas de Refrigeração através do processo Banco de Gelo. “O sistema proposto para a unidade de  Antônio Carlos é de fato mais eficiente, desde o início das operações já se observa um baixo consumo de energia elétrica”, afirma  o engenheiro. Variáveis como capacidade produtiva, linha de produtos, espaço, sustentabilidade entre outras foram devidamente analisadas e o sistema foi personalizado de acordo com as necessidades da LPA.

Além de fornecer todo o sistema de frio, a Mayekawa do Brasil instalou um sistema de supervisório e monitoramento remoto, onde é possível monitorar e gerenciar o funcionamento de todos os equipamentos de Refrigeração, podendo até realizar ajustes à distância conforme a necessidade. Complementando: “Todo o projeto executivo foi elaborado e executado pela Mayekawa do Brasil”, informa Rubens Dimov.

 

LPA – Do início do negócio na fazenda de 300 hectares da família, há 28 anos, em Ponte Nova, na Zona da Mata mineira, o produtor de leite João Lúcio Barreto Carneiro criou o Laticínios Porto Alegre e levou a empresa a ser a décima quinta maior do país no setor de lácteos. Com duas fábricas – uma em Ponte Nova, onde fica a sede, e outra em Mutum, na região do Rio Doce – a LPA vem expandindo seu negócio em Minas Gerais: em 2017 adquiriu um laticínio em Antônio Carlos, que foi reformado e inaugurado no mesmo ano para atender maiores capacidades produtivas. Paralelamente a ele iniciou-se no mesmo espaço da unidade a construção desta fábrica inaugurada recentemente, que agora amplia e diversifica a produção de outros produtos.

Já a escolha da região mineira de Campos das Vertentes, segundo a empresa se deu por vários motivos: “É uma região que tem uma bacia leiteira grande, temos um grande volume de produção de leite de produtores rurais, é uma região carente de indústrias. E, estrategicamente, ela é bem localizada, estamos próximos dos mercados do Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo”, justifica.
Além das três fábricas, o Laticínios Porto Alegre tem mais três postos de captação de leite. São 750 mil litros de leite captados por dia de mais de 3.000 produtores rurais. No início do laticínio na fazenda a produção era de 1.500 litros de leite por dia. A família Carneiro fazia muçarela e leite barriga mole (pasteurizado). Após três anos, o laticínio transferiu-se da fazenda para a cidade. E não parou  mais de crescer. E agora com a nova planta e o novo sistema de Refrigeração, certamente tende a crescer mais “personalizamos o sistema de acordo com todo esse perfil, que, apesar da demonstração inicial de ganhos e de produtividade, se observará  resultados bem positivos”, finaliza Rubens Dimov.

 

 

     Sobre a Mayekawa do Brasil

Empresa fabricante líder no segmento de equipamentos e soluções completas para todo       o sistema de Refrigeração Industrial, a Mayekawa do Brasil é também fabricante dos compressores Mycom®. Há 51 anos de atividades no Brasil, a empresa está localizada no município de Arujá (SP), desde 2008, numa área com 100.000m², que congrega seus quase 300 colaboradores entre fábrica e escritório. A Mayekawa do Brasil atende os segmentos de Química e Petroquímica, Bebidas, Alimentos, Óleos & Gorduras, Automação e Sistemas de Segurança. Possui 16 filiais e conta com uma área especializada em serviços e assistência técnica para todas as regiões do País. Tem um portfólio específico voltado para a Indústria de Alimentos, incluindo frigoríficos e Centros de Distribuição.

Sobre Lorenza Coelho

Lorenza CoelhoLorenza Coelho é jornalista com mais de 20 anos de mercado. Nascida em Congonhas/MG, teve o queijo mineiro como ingrediente de sua infância. Gosta de apreciar o queijo por onde passa e, principalmente, conhecer as características de fabricação, os produtores que estão por trás desse lindo ofício. Graças à sua expertise em comunicação e com "a faca e o queijo na mão" decidiu criar um site para falar sobre o assunto. Atualmente, escreve sobre o tema para a revista Cerveja de Todos os Jeitos, do Clube do Malte.

Compartilhe esse post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *