Primeira escola de laticínios da América Latina, ILCT completa 85 anos

Mineirinho Consumidor, Notícias, Produtor Leave a Comment

Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT), incorporado a EPAMIG em 1974, aposta em ensino à distância e na criação de um curso superior nos próximos anos

 O Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT), localizado em Juiz de Fora (MG), completa 85 anos nessa quinta-feira (14). O Instituto, incorporado a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG) em 1974, foi a primeira escola de laticínios da América Latina e até hoje atua na formação de profissionais técnicos em leite e derivados.

Ao longo de 85 anos de história, o ILCT ficou conhecido como uma empresa inovadora. O Instituto, responsável pelo desenvolvimento da indústria de laticínios do Brasil, introduziu no mercado nacional tecnologias europeias para fabricação de queijos, manteiga e outros produtos lácteos. Hoje, o ILCT integra ensino, pesquisa e indústria, o que faz do Instituto uma referência para mais de 60 países.

De olho no futuro, diretores e chefes da empresa estão dispostos a inovar ainda mais. A presidente da EPAMIG, Nilda de Fátima Soares, afirmou que há planos para a criação de um curso superior de tecnologias e gestão de laticínios, cujo nome ainda não foi definido, e para a implantação de ensino à distância (EAD) no ILCT. Segundo ela, o objetivo é utilizar novas tecnologias de comunicação para alcançar ainda mais alunos.

“O futuro aponta para as novas tecnologias, e é para lá que vamos caminhar. Nessa data em que comemoramos 85 anos do ILCT, eu quero parabenizar e agradecer o comprometimento e a dedicação de todos aqueles que fizeram e fazem essa história.Também quero dizer que o Instituto está caminhando a passos largos para uma nova modalidade de ensino, com auxílio de ferramentas de ensino à distância. Temos certeza que faremos um belo trabalho”, afirmou Nilda.

A presidente ainda fez questão de destacar os altos índices de empregabilidade em empresas de laticínios dos profissionais formados no ILCT. Desde a fundação, o Instituto já formou cerca de 2300 técnicos com forte atuação no mercado de trabalho, tanto em indústrias, quanto em instituições de ensino e pesquisa. Além disso, o Instituto mantém convênio com 300 empresas para concessão de estágios e bolsas de estudo. Números que, segundo o chefe geral do ILCT, Sebastião Tavares de Rezende, são louváveis.

“São 85 anos de glória e muito reconhecimento. Formamos profissionais reconhecidos nacional e internacionalmente. Além disso, prestamos um valioso apoio ao pequeno produtor que atua na área de processamento de leite e derivados. Projetamos um futuro promissor para o ILCT, preparado para os avanços da indústria 4.0”, enfatizou Sebastião.

Primeiros laticinistas do ILCT. Foto: Acervo EPAMIG ILCT

EPAMIG ILCT cada vez mais digital e interativa

No mês de comemoração do aniversário do Instituto, em plena pandemia de coronavírus, a equipe do ILCT se uniu para disponibilizar gratuitamente conteúdos do setor laticinista em uma plataforma digital. A intenção é auxiliar produtores, alunos, profissionais do setor e demais interessados. A página já está disponível e reúne cartilhas técnicas, artigos científicos, vídeos gravados anteriormente pelos pesquisadores da EPAMIG ILCT e links de conteúdos selecionados. Além disso, receitas para a produção de queijos também estão disponíveis.

A criação da plataforma surge com o objetivo de facilitar o acesso a grande parte do conhecimento gerado pela EPAMIG ILCT ao longo dos anos, bem como facilitar o diálogo com os professores e pesquisadores. Para o coordenador do Programa de Pesquisa em Leite e Derivados da EPAMIG ILCT, Junio de Paula, o assunto desperta interesse tanto do produtor quanto do consumidor.

“É interessante pensar em uma forma de atender esse público e também nossos alunos sem que precisem sair de casa. Vejo a plataforma como um espaço para distribuição de conhecimento gratuito, atendendo, assim, um pouco da ansiedade das pessoas com o assunto queijo, uma vez que essas informações não são tão acessíveis”.

Além disso, para comemorar os 85 anos de história o Instituto lançou uma conta oficial no Instagram. Na rede social, o público poderá ver fotos que fazem parte da história do Instituto, bem como se inteirar sobre as novidades da empresa.

Compartilhe esse post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *