Nova safra de queijos paulistas é lançada

Lorenza Coelho Notícias, Novidades para Queijólatras Leave a Comment

Cabrata, da Capril do Bosque_Foto Lucas Terribili

Cabrata, da Capril do Bosque_Foto Lucas Terribili

As queijarias artesanais paulistas estão a pleno vapor. O trabalho para o lançamento de um selo de qualidade e a abertura para visitas guiadas com degustação não frearam o ritmo de produção.

Na segunda quinzena de abril, chegaram ao mercado vários novos queijos artesanais produzidos no Estado de São Paulo, que vai ganhando força queijeira. E já está mais fácil conseguir esses queijos. Confira os lançamentos listados pelo caderno Paladar, do jornal Estado de São Paulo:

– Cabrata, da Capril do Bosque – Queijo de cabra cremoso com manta de mussarela de búfala.

– Grego do Bosque, da Capril do Bosque – É o antigo feta, agora maturado 25 dias.

– Porã, da Queijaria Rima – Versão de boursin maturado 15 dias, mais cremoso e ácido.

– Fazenda Paineiras, do Laticínio Montezuma – De leite de búfala, maturado 8 meses.

– Patinho, da Fazenda Santa Helena – Similar ao caciocavallo, mussarela filada, mais dura, aqui com leite de búfala.

– Torazo, da Fazenda Santa Helena – Maturado com chá preto.

– Casarão, da Fazenda Atalaia – De textura cremosa e macia, é maturado 30 dias.

– Paulista, da Fazenda Santa Luzia – Tipo saint paulin, maturado em câmara subterrânea.

– Fermier Natura, da Leiteria Santa Paula – Fresco, sem condimentos, mergulhado em azeite da Mantiqueira.

– Creme, da Pardinho Artesanal – cremoso, maturado por dois meses.

Sobre Lorenza Coelho

Lorenza CoelhoLorenza Coelho é jornalista com mais de 20 anos de mercado. Nascida em Congonhas/MG, teve o queijo mineiro como ingrediente de sua infância. Gosta de apreciar o queijo por onde passa e, principalmente, conhecer as características de fabricação, os produtores que estão por trás desse lindo ofício. Graças à sua expertise em comunicação e com "a faca e o queijo na mão" decidiu criar um site para falar sobre o assunto. Atualmente, escreve sobre o tema para a revista Cerveja de Todos os Jeitos, do Clube do Malte.

Compartilhe esse post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *